27 de fevereiro de 2008

INTERNET: UMA COISA FANTÁSTICA


Uma semana!! O tempo de uma vida! Fiquei sem net durante uma semana! Agora que está tudo resolvido dou o devido valor ao simples acto de ligar o portátil e abrir a página do sapo, da faculdade, do blog, do horóscopo da Maia, das previsões do grande mestre Mamadu e do professor Karamba! Pode parecer a coisa mais banal do mundo mas quando não a temos parece que estamos isolados de tudo e todos.

HAHA!! Mas agora estou de volta para vos atormentar com estupidezes e lixarada!

20 de fevereiro de 2008

COMO É TÃO LHINDO O SOM DESTAS VOGAISH!

E agora, para todo o Mundo ver como há uma pequena Ana Malhoa dentro de todos nós!

Sarah Pacheco, pequenita emigrante no Canadá, que o diga.



O tema é As Vogais, canção deliciosa e que fica no ouvido. Vamos lá todos cantar! Tá, tá, taratatatá! Té, té, tereteteté! Ti, ti, tiritititi! Tó! A, e, i, o u!

Vá, toca a observar a vestimenta aos 2:12. Só falta a chibata e uma coleira de picos...

E a seguir vamos todos bater com a cabeça na esquina de uma porta 15 vezes! Só vale se fizer sangue!

Já está? Ah, o alívio...

19 de fevereiro de 2008

UMA UNIÃO VITAL

"Muitas vezes me acontece isto: sentar-me no terraço, com vista para o Alentejo, e pensar se Deus existe. o terraço dá para um vale, lá em baixo há um pomar, um campo de oliveiras, um poço, uma horta e um pequeno ribeiro com uma fila de marmeleiros que assinala o fim do terreno plano. Depois, eleva-se uma colina povoada de sobreiros e pinheiros bravos e é atrás dela que o Sol se põe. Há três momentos mágicos, ao longo do dia, no vale. De manhã cedo, quando o mundo desperta e vamos reconhecendo, um a um, os sons do novo dia a instalarem-se. Ao fim fim da tarde, quando o vale é atravessado longitudinalmente por bandos de pássaros apressados, nos seus últimos voos antes da noite: pombos bravos, patos, falcões, cegonhas, pardais de toda a espécie e às vezes uma perdiz voando rasteiro. No fundo do vale, mora um pica-pau, que não se deixa ver, mas que se faz ouvir com o seu matraquear na madeira. Na primavera, há um cuco que chama por nós regularmente como se nos quisesse anunciar que está vivo e de volta, depois de mais um ano. À noite, finalmente, o vale é da coruja e só ela, os grilos, no Verão, e as rãs, quando a água, quebram o silêncio das estrelas.
A noite é o terceiro momento do vale. Em noites de luar, na Primavera e no Verão, as sombras roçam-se em nós, com o seu tecido fino de luz, e as estrelas são tão baixas e visíveis que, se falarmos com elas, ouvimo-las à escuta.(...)"

Este excerto retirado do livro "não te deixarei morrer David Crockett" de Miguel Sousa Tavares resume quase perfeitamente o que é o campo. Uma confusão de sentidos. A paz e tranquilidade que se esconde na cidade. Não perfeitamente porque as palavras não o substituem. Tantas vezes me dizem: "Mas o que é que vais fazer para a Chamusca estes dias!?", "O que é lá fazes?" ou "Que seca!". Talvez até não faça nada mas só o facto de lá estar conforta-me e vale sempre a pena. Quem não tem relação com o campo nunca perceberá a sua magia e encanto. Adoro a cidade. Mas adoro ainda mais o campo, e não conseguiria viver sem ele.

FIDEL CAI DE VEZ

Recordar é viver! Espera lá, isto não é do Vitor Espadinha? Bem... vamos ver.

15 de fevereiro de 2008

DESAFIO

Desafio todos os leitores do Gameirices a encontrar uma fotografia dos Milénio, boys band nacional de sucesso dos anos 90 e julgo que 2000.

Para todos os nomeados para Maior Artista Pimba da História da Humanidade foi possível encontrar uma fotografia (se bem que a das Tentações e dos D'Arrasar estão uma miséria), apenas os Milénio permanecem na obscuridade das nossas memórias. Eu, pelo menos, não me lembro de nenhuma das caras que formavam o agrupamento musical. Chegou a altura de mudar esta situação! Não podemos ficar de braços cruzados enquanto gerações e gerações vivem privadas de conhecer a face desta banda!

Por isso, caros leitores, nunca seremos demais neste quimera que será encontrar uma fotografia decente dos Milénio para ornamentar as votações que decorrem neste momento no blogue! Todos juntos vamos conseguir! Tragamos ao mundo uma imagem dos Milénio para que persistam na nossa memória para todo o sempre!... Ou pelo menos durante 15 minutos, pronto.

SANTO VALENTIM


Cá está ele! The Man! Como é que não me lembrei deste grande senhor ontem. Mil desculpas meu major. Ontem foi o seu dia, - dia de São Valentim - e não me lembrei. Uma falha grave que não se voltará a repetir, garanto-lhe!

14 de fevereiro de 2008

INDIANICES

Mais um grande hit. Desta vez com uma magnífica tradução. Nada mais apropriado para este dia dos namorados.

12 de fevereiro de 2008

DESCUBRA AS DIFERENÇAS


Há coisas fantásticas, não há?

O MAIOR ARTISTA PIMBA DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

O povo escolheu. O povo decidiu. Artistas pimba, it is.

Depois de árdua investigação chegámos à conclusão de que o melhor seria (tal como nos bigodes) distribuir inicialmente os candidatos a Melhor Artista Pimba da História da Humanidade (sim, é o nome oficial do galardão) por 3 categorias, mormente, Melhor Artista Masculino, Melhor Artista Feminino e Melhor Grupo de Artistas.

Sem mais delongas, os nomeados são:

Em cima: Emanuel, José Malhoa e Marco Paulo
No meio: Quim Barreiros, Roberto Leal e Saúl Ricardo
Em baixo: Tony Carreira, Toy e Zé Cabra

Das três categorias a mais complicada. Um destes 9 senhores é certamente o rei da música pimba. Contém o próprio divulgador da ideia de "música pimba", Emanuel, que com o seu êxito Nós Pimba definiu o próprio conceito; José Malhoa o autêncio vira-casacas do estilo (ora é cantor romântico, ora é cantor maroto); Marco Paulo, lenda viva; Quim Barreiros o barão da música ordinária e do acordeão; Roberto Leal que dá um toque abrasileirado à coisa; o pequeno Saúl, gravado na memória de todos como um petiz a precisar de pimenta na língua; Tony Carreira o campeão de vendas, enchedor de Olympias e ídolo de qualquer dona-de-casa; Toy o príncipe das baladas, música de dança e ritmos latinos; e Zé Cabra, detentor da pura ausência de talento.

Em cima: Ágata (e Francisquinho), Micaela, Romana e Ruth Marlene
Em baixo: Claudisabel, Mónica Sintra e Ana Malhoa


Nas senhoras a escolha é mais restrita. Do quarteto Micaela, Romana, Ruth Marlene e Claudisabel venha o Diabo e escolha. Micaela alcançou sucesso com Chupa no Dedo; Romana, a cantora do piercing, é um exemplo da romântica-latina; Ruth Marlene é cantora de montes de sonoridades fabulosas, mas o que toda a gente se lembra é a fotografia da capa da FHM; Claudisabel, o perfeito exemplo para nome de artista pimba. As outras: Mónica Sintra, a eterna traída pelo companheiro; Ana Malhoa (outra representante do clã Malhoa) que de ensinar a criançada o A-E-I-O-U, passou para o pimba assumido, chegando ao fantástico reggaetón; e ainda Ágata, a senhora madura que sofre com tudo o que mexa à sua volta.

Em cima: Anjos, D'Arrasar e Excesso
No meio: Miguel e André, Milénio (sem fotografia disponível) e Nonstop
Em baixo: Santamaria, Tayti e Tentações


Na categoria "grupos" o difícil foi mesmo encontrar fotografias. Os Milénio (ou será Millennium) não têm nenhuma a pulular pela Internet, mesmo assim estão nomeados; os D'Arrasar preencheram noites de discoteca por esse país fora com os seus síngueles de dança com ritmos acelerados; os Excesso foram e serão sempre a boys band número um da nação; as Tentações foram a única banda de sempre a pedir ao DJ para não tocar a canção para elas, tal era a qualidade; as Tayti valem pelo par de m... meninas que formava a banda; os Santamaria são o melhor exemplo de eurodance mau que fazia a rapaziada abanar o capacete; os Anjos, a típica dupla de irmãos que tocam tudo, desde músicas dançáveis, a êxitos de Natal, passando por músicas de novelas, provocando guincharia por onde passam; Miguel e André, outros dois irmãso, formam um dueto mais romântico e intimista; já as Nonstop são o mais recente exemplo de fabricação de conjuntos por encomenda, utilizando músicas compradas a empresas estrangeiras.

E pronto. Assim está definida a rapaziada com a qual os leitores desta espelunca vão ter de levar nos próximos tempos. Ainda não definimos se haverá uma segunda fase de votações sem categorias, nem quando é que acabará a votação. Depois informamos.

Toca a votar...

António Veiga
Duarte Gouveia Coutinho
João Gameiro Pais

11 de fevereiro de 2008

CURTAS VI

Pedro Santana Lopes segundo José Manuel Durão Barroso (em 1999):

"[Santana Lopes] é uma mistura de astrólogo Zandinga com Gabriel Alves."

Pode-se dizer que Durão sabia em que mãos deixar o país quando saltitou para a Comissão Europeia. Claramente viu em Santana um homem apto a analisar com minúcia (e com jargão técnico) o passado e o presente, e ao mesmo tempo capaz de olhar o futuro.

9 de fevereiro de 2008

QUEM QUER SER?

Para além de realizador de cinema, se há coisa que eu gostava de ser era milionário.

Não jogo no Euromilhões, por acaso. A probabilidade é pequena e acaba por ser um bocado angustiante. Além disso, ganhar o Euromilhões deixa aquele amargo de boca de não ter feito nada para o merecer. Tanto posso ser eu a ganhar, como o meu vizinho do lado, ou um idiota de extrema-direita, ou alguém que seja já milionário. O Euromilhões é democrático. E se há coisa onde eu não gosto de democracia é no Euromilhões. O grupo de potenciais sorteados podia ser mais restrito... Por exemplo: residentes nos Olivais, nascidos em 1987 e que estudam Ciência Política e Relações Internacionais.

Podia estar a dizer isto muito a sério, mas não estou. Óbvio. Ganhar o Euromilhões era coisa para me deixar bastante feliz. Se bem que a máxima diz que O dinheiro não traz felicidade. Mas admito, que não me importava nada de ser infeliz em Paris.

Tudo isto para informá-los que tenho andando em campanha intensiva para concorrer ao Quem Quer Ser Milionário?. Aquilo é difícil de entrar, pá! Parece uma organização secreta. Arrisco-me a afirmar que a Maçonaria não é nada comparada com este concurso da RTP apresentado por Jorge Gabriel. Farto-me de mandar mensagens com nome, idade e profissão lá para o número e até agora nunca ninguém me contactou. E aquilo ainda custa €1, caramba...

O meu medo é que no dia em que de facto consiga, a primeira pergunta (aquela básica em que toda a gente acerta) seja para completar um provérbio. É matéria na qual não estou bem informado. É que se ainda saíssem coisas como o "mais vale um pássaro na mão do que dois a voar" ou "não deixes para amanhã o que podes fazer hoje" ainda passava à pergunta seguinte.

Agora com coisas como "A uns morrem as vacas, a outros parem os bois" ou "Só de bagos fez uma velha cem pipas" não tenho qualquer hipótese. É que nem o sentido do provérbio eu entendo. Em comparação com bestsellers como o "Se Maomé não vai à montanha, vai a montanha a Maomé", estes não passam de revistas TV Guia de 1995.

Há de certeza autores que fizeram fortuna com provérbios bons, de qualidade, com classe. E há também muitos na penúria que não conseguiram arranjar melhor do que um "Quem com porcos se mistura, farelos come".

Bem, vamos lá esperar que não me calhem provérbios. De resto pode vir tudo. De preferência países e capitais, que tenho muito que aprender nessa área. Porque quem muito erra, aprende e ganha a guerra. Sim, acabei de inventar.

7 de fevereiro de 2008

QUANDO O MAU ROÇA O NOJENTO


Foi com alguma desilusão que ontem saí do cinema depois de ter visto o novo filme de Astérix. Já aqui tinha expressado a minha vontade de ver o filme há uns dias atrás e penso: "Bem que JGP me avisou que o filme não prestava!" ou "Malditos €4!".

Sinceramente não sei como é possível fazer um filme tão mau com uma história que à partida até é bastante divertida. Ri-me, é um facto, mas devido à estupidez das personagens, da reconstrução da história e pelo ar de infelicidade dos meus primos Miguel e Vasco que partilharam comigo a dor de tão baixa produção cinematográfica. Em primeiro lugar a história está completamente adulterada. Quem são Apaixonadix, a princesa Irina e outras personagens? Nunca os vi nos livros. A que propósito é que aparecem Zidane, Michael Schumacher, Amélie Mauresmo ou Tony Parker? Não há ponta por onde se lhe pegue. Salva-se a modelo Vanessa Hessler! Haja uma coisa boa para se ver!

THRILLER

O albúm de Michael Jackson, Thriller, o mais vendido de sempre (só soube há pouco tempo) faz 25 anos. Vai ser lançada uma versão comemorativa no dia 12 de Fevereiro. Não faço questão de comprar o CD até porque não sou grande fã do Michael (sim, andámos juntos na escola e com sorte ele até me manda um CD por correio, e autografado), mas como é um disco e um artista tão conhecido decidi anunciar aos nossos estimados leitores (=JGP e linda_a_velha_bob), assim como presenteá-los com o vídeo.

Entretanto surgiu aqui um problema... Não é possível copiar o código para apresentar o vídeo original. Mas não se preocupem porque encontrei uma excelente solução. Ao fazer a pesquisa no Youtube de "Michael Jackson - Thriller" deparei-me com uma magnifica versão do primo daquele indiano que já vos apresentei no dia de Natal que adora cantar pelas montanhas rodeado de malta gira e a abanar o capacete. Ora aqui vai:



E assim fica consolidada a tendência por música oriental deste blog. O bigode já é uma imagem de marca e a sua presença no vídeo nada traz de novo. Se repararem bem a rapariga de amarelo é a irmã gémea da rapariga de branco do post de 25 de Dezembro. Isto é preciso ter olho, já são muitos anos!

6 de fevereiro de 2008

CITAÇÕES

Já que estamos numa de citações Paeze...

"A maioria pensa com a sensibilidade, eu sinto com o pensamento. Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar".
Fernando Pessoa

"Alague o coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas" .
Fernando Pessoa

1 de fevereiro de 2008

ASTÉRIX NOS JOGOS OLÍMPICOS

Ontem dia 31, estreou no cinema o último filme de uns dos meus heróis de infância preferidos: Astérix e Obélix - Astérix nos Jogos Olímpicos. A história é simples, os ambiciosos romanos na tentativa de se apoderarem da aldeia ocupada pelos irredutíveis gauleses organizam os jogos olímpicos, jogos que requerem um alto nível de preparação física e mental. O final acabada da mesma forma de sempre com muita cerveja e javali à mistura.
Estou com grande vontade de ir ver, mas em quanto isso não acontece, let's look at the trailer.



P.S. - Dentro do elenco incluem-se Michael Schumacher e a super modelo lindíssima Vanessa Hessler. Uma combinação perfeita entre mulheres e carros que constitui um forte motivo para RF sair de casa e deslocar-se até ao cinema comigo e JGP.

SPIN-OFF

Pois é. O Gameirices está graúdo, apesar de ter pouca participação. Está basicamente consolidada a imagem da coisa: os assuntos tratados, o pendor humorístico, sátira, o ridículo, bigodes, Benfica, e acima de tudo uma coisa descontraída, pouco séria e tal e coiso.

Por isso, é com incontido orgulho e vontade de comer pastéis-de-Belém com canela, que anuncio aqui, em primeira mão (que é a mão direita, por sinal, já que sou dextro) que abrirei um outro estabelecimento em paralelo onde poderei estar mais à vontade com assuntos mais sérios. Tcharã!

O Gameirices continuará a existir, claro. Calma! Não ia deixar isto nas mãos de DGC. Ainda para mais chamando-se isto "Gameirices". Aqui o estaminé continuará a ter exactamente a mesma atenção da minha parte, e não será só conteúdo pateta, asseguro-vos. Já coisas como política, e outras coisas para chatos, e posts de conteúdo mais pessoal passarão a ter lugar no outro estaminé.

Agora, há um ponto sobre o qual ainda não me decidi: o nome do outro blogue. Por isso, se não se importarem (especialmente os outros colaboradores), e enquanto não se montar as votações para Melhor Artista Pimba desde a Fundação de Portugal e Melhor Viatura Motorizada "Tuga", vou sondar os visitantes do Gameirices para me ajudarem na escolha. Digo "ajudarem" porque isto não é vinculativo, atenção.

As escolhas são (por ordem alfabética):

Como Quem Não Quer a Coisa (http://comoquemnaoqueracoisa.blogspot.com/)

De referir que quase todos os títulos têm a curta palavra "a" lá para o meio, excepto dois. Contudo a expressão "a tarde e más horas" leva "a" no início mas ficava mal como título de blogue. Por isso, no fundo só há mesmo uma que não tem "a".

Gosto bastante do Como Quem Não Quer a Coisa, mas parece-me muito grande... O Conversa de Chacha não me convence. O Mau da Fita e o Fio a Pavio têm de ter hífens a separar no endereço do blogue, porque já estavam tomados por blogues inactivos, o que é uma coisa chata.

E pronto, posso dizer que estou mais inclinado para o Cheiro a Esturro ou para o Mesmo a Calhar. Depois logo se vê.
PS - A imagem é de uma empresa britânica chamada Jobs Go Public. A minha homóloga de sigla ajuda aparentemente a encontrar empregos.