30 de setembro de 2008

A VOZ

Morreu no início deste mês uma das vozes mais conhecidas de sempre: Don LaFontaine. Provavelmente nunca ouviram falar deste senhor, mas se vos dizer 2 coisas talvez adivinhem: trailers e voz de bagaço. Sim, adivinharam, é o senhor que faz as vozes off dos trailers de todos os filmes feitos desde que acabou o cinema mudo. OK, estou a exagerar. Este senhor fez mais de 5 000 trailers desde 1964, chegou a director da Paramount, fundou empresas de criação de trailers e aparentemente chegou a fazer mais de 60 promoções numa semana, tendo um motorista que o levava de estúdio em estúdio. Comédias, dramas, filmes de acção, de terror, musicais, desenhos-animados, tudo levou com a voz do Don.

Agora que já não está entre nós, arrisco-me a dizer que sempre o imaginei como um tipo dos seus 50 anos com 2,20 metros, cara de poucos amigos e capaz de rasgar listas telefónicas só com uma mão. Afinal não. Era um velhote simpático, careca e de sobrancelhas grossas.

Vejam este sketch fantástico em que Don LaFontaine aceitou participar (é o velhote careca da esquerda) com dois dos seus melhores imitadores: Frank Caliendo (o do meio) e o cómico de stand up Pablo Francisco (o alto da direita), sobre o qual sugiro que vão ver outros vídeos.



Fantástico, não é? Os Três Tenores do trailer. Gosto da maneira como sacam do lenço para limpar a testa, e de como Don LaFontaine corta o "in a theatre near you", mesmo no fim. E tal como aqui foi parodiado, já repararam que todos os trailers de filmes começam com "In a world where... [violence prevails / love is the most important thing / magic is boiling in the air / women are savage beasts / vampires live / war is spread all over the globe, etc]"... E também há os outros que começam com "He was [the man of the moment / the guy nobody loved / the greatest super-hero of all time / the clumsiest man on Earth, etc.]". Há pouca imaginação trailorística.

27 de setembro de 2008

AQUARIUM PARIS

18 de setembro de 2008

ENVIADO ESPECIAL EM PARIS

É com enorme satisfação que anuncio que o Gameirices tem um novo enviado especial em Paris. Eu próprio.

Irei permanecer nesta magnífica cidade até ao final Dezembro pois estou a fazer ERASMUS. Cheguei há 4 dias mas tem sido impossível anunciar a minha chegada, uma vez que os tenho passado a tentar arranjar um apartamento, que parece que vou conseguir. Ainda não vi muita coisa mas vou dando notícias por aqui sempre que puder.

Estou com mais um amigo da faculdade e já tivemos algumas "aventuras" engraçadas. No primeiro dia fomos jantar fora e quando voltamos para o hotel não nos lembrávamos bem onde era nem o nome da rua. Resultado: tivemos uma hora à volta do Arco do Triunfo a perder tempo e a rapar frio. Também já fizemos um simpático piquenique no metro (que já conheço de trás para a frente). Enfim muito interessante... Hoje não estou inspirado, por isso vou terminar o post.
Um abraço,

DGC

PS - Estou a escrever esta porcaria no McDonald's da boulevard St. Germain. É dos poucos sítios em que consigo aceder à net sem pagar. Quem vier para Paris já sabe.

17 de setembro de 2008

CURTAS XIII

José Sócrates é mais PS ou PC?

PC, claro. Era estúpido naquela idade brincar com uma Play Station.

8 de setembro de 2008

MONTAGENS

O título engana. Não vamos falar de mobília do IKEA, calma.

Trata-se apenas de uma explicação da montagem que foi recentemente colocada aqui no Gameirices.

(clicar para ampliar)

1. Artur Jorge - 2. Jornal O Crime - 3. Beto (ex-jogador do Benfica) - 4. Post-it com frase "Hoje - Fazer Megapost" - 5. Egas e Becas da Rua Sésamo - 6. Xerife com crucifixo ao peito - 7. Símbolo do Benfica - 8. Fernando Chalana - 9. Wally - 10. Eric Clapton - 11. Cavalo lusitano - 12. Chicken McNuggets - 13. Marco Paulo - 14. Senhor a tocar cavaquinho - 15. Bola de espelhos com headphones - 16. D. B Cooper, pirata do ar - 17. Toureiro Morante de la Puebla e touro - 18. Bandeira da República Checa - 19. Gameirices na font do Google - 20. Ned Flanders - 21. Carrinha Peugeot 504 com coisas empilhadas - 22. Quadro do Adamastor - 23. Alessandra Ambrósio - 24. Artista indiano - 25. Câmara de filmar - 26. Placa da Rua Prof. Georges Zbyszewski - 27. Mapa meteorológico de Portugal continental - 28. Quim Barreiros - 29. Bud Spencer e Terence Hill - 30. Daewoo Matiz - 31. Capa do álbum Dark Side of the Moon dos Pink Floyd - 32. Típico tuga

E pronto. Assim todos ficam a entender o que são aquelas coisas pequeninas e que ninguém vê. Para informação de todos estão um total de 9 bigodes nesta imagem, mais 2 se contarmos com a barba e bigode do Bud Spencer e do Adamastor. Tudo o que se fala neste blog está representado. A haver algum novo tema, será prontamente acrescentado.

PS - Esta montagem é provavelmente a imagem, de todo o sempre, em que mais facilmente se encontra o Wally.

7 de setembro de 2008

CURTAS XII

O Movimento Mérito e Sociedade (MMS) e o Movimento Esperança Portugal (MEP) são os dois novos partidos políticos portugueses. Um tem sigla de mensagem de telemóvel, o outro parece o título de uma música de Tony Carreira. Vamos lá ver se não descem de divisão no final da época.

1 de setembro de 2008

VIATURA DE SONHO

Já está. Já cá mora. O povo é soberano, e democraticamente lá se elegeu o "chaço" mais marcante das últimas décadas. 77 dias de votação intensa, com o recorde de participação de sempre: 58 votos! Não chegámos à marca dos 75, que fica para uma outra oportunidade. Também a escolha da altura da votação não foi a melhor, já que o Verão andou por aí a cortar a Internet a muita gente.

E pronto, vamos então iniciar a divulgação dos mais votados. No entanto, é sempre bom fazer um ponto prévio. Pontos prévios são dos melhores pontos que há, logo a seguir ao ponto final, ao ponto do teatro e aos pontos negros, por isso façamos um ponto prévio. O que é um chaço? Qual o objectivo desta votação? Não sabemos. Pessoas que se guiam por objectivos acabam por ser meio aborrecidas, por isso vou só dizer meia dúzia de disparates e passar ao que interessa.

Para nós, um chaço não é necessariamente um mau carro. Um chaço pode ter uma ou mais características de entre uma catrefada delas. Pode ser feio (mas até pode estar em linha com os carros da sua época), pode até ser um bom carro mas estar associado a pessoal chunga ou ao típico tuga, pode ser absolutamente horrível e recente. E pronto. As regras não foram rígidas, e desenganem-se aqueles que julgam que destes carros todos não tivemos um na nossa família.

Bom, chega de conversa fiada e chamem a banda filarmónica para tocar aí um rufo, ou assim...

E a Viatura de Sonho é...

(rufos da filarmónica)

Carrinha PEUGEOT 504 de 1971!

Esta maravilha automotriz foi fabricada de 1971 a 1979. Carro familiar, muito apreciado pela família tuga, provou ser uma viatura duradoura já que ainda hoje é possível observar destes chaços por aí nas ruas do nosso país. É espaçoso, linhas antiquadas, normalmente em tons creme, o que é bom já que mesmo estando sujo parece sempre limpo. Bom para piqueniques e passeatas por todo o lado. Bom também para ir para o emprego, ou usar como transporte em empregos que vão ao domicílio do cliente, tipo canalizadores ou caixilheiros. Uma máquina!

Nos seguintes lugares da classificação ficaram o horrendo Fiat Multipla (produzido desde 1998), e que constitui a prova de que Nosso Senhor distribuiu o bom gosto de forma muito aleatória. Em terceiro ficou o grandioso Opel Rekord E (produzido de 77 a 86), simbolizando o típico carro dos anos 80.

E assim ficou a classificação:
1. PEUGEOT 504 (9 votos)
2. FIAT MULTIPLA (7 votos)
3. OPEL REKORD E (5 votos)
4. Mercedes-Benz 190 D / Opel Kadett E / Peugeot 505 / Toyota Corolla E90 (4 votos)
8. Honda CR-X / Volkswagen Passat 2 / Volvo 340 (3 votos)
11. Citroën AX / Citroën Saxo / Fiat Panda e Seat Marbella / Renault Clio (2 votos)
15. BMW Serie 3 E30 / Fiat Punto 1 / Fiat Uno / Renault 19 (1 voto)
19. Citroën XM / Ford Escort V b / Mazda MX-6 / Opel Corsa A / Peugeot 405 Mi16 / Renault Twingo / Subaru GL 2 (0 votos)

Contem com próximas votações lá para meados de qualquer dia.

GAMEIRO PAIS APRESENTA: TRIVIALIDADES DO BIZARRO III

Bem-vindos ao terceiro Trivialidades do Bizarro. A história de hoje envolve antiguidade, piromania, fama e templos. Mas vamos ao que interessa, convosco: João Gameiro Pais!

(aplausos)

Olá, olá! Obrigado. Muito obrigado. Por favor, sentem-se. A sério, sentem-se. Muito obrigado.

A história de hoje remonta aos tempos do antigamente. Não me refiro a coisas como "antes da queda do muro" ou "no entre guerras", mas sim algo muito mais antigo: a Antiguidade Clássica. Ah, a Antiguidade Clássica, belos tempos em que a criançada não tinha jogos de vídeo e brincava muito mais lá fora. Mas, o que é a Antiguidade Clássica afinal? Muitos dirão que é aquela antiguidade que nunca passa de moda, ou aquela antiguidade em que só se ouvia Mozart, mas isso serão pessoas com um nível de debilidade mental superior à média. A Antiguidade Clássica é aquela altura em que, primeiro gregos, e depois romanos, se constituíam como líderes culturais na zona do globo a que chamamos Europa.

Seguramente conhecem as sete maravilhas do mundo. Digo seguramente, mas tenho quase a certeza que não as sabem dizer. Ou então dizem coisas como a Grande Muralha da China ou o Taj Mahal, que são coisas muito posteriores. Entretanto, eu próprio também não sei dizer todas as 7. Tive de recorrer à cábula para vos poder informar que são: a Grande Pirâmide de Gizé, os Jardins Suspensos da Babilónia, a Estátua de Zeus em Olímpia, o Mausoléu de Mausolo em Halicarnasso, o Colosso de Rodes, o Farol de Alexandria e o Templo de Artemisa em Éfeso. Este último é o que nos interessa para a história de hoje.

Diz-se que o Templo de Artemisa (Diana para os romanos) teria sido o maior templo alguma vez construído no mundo antigo. Foi planeado por um arquitecto de Creta, que aparentemente arquitectava tão bem como quão estranho era o seu nome: Quersifrão (Era forreta de certeza, como o próprio nome indica: quer $!). O templo foi aberto ao público lá para meados do século VI a.C., provocando peregrinações de todos os cantos do mundo civilizado. No entanto, duzentos anos depois, a 21 de Julho de 256 a.C., um rapaz de nome Eróstrato decidiu agarrar no equivalente a um bidon de gasolina da altura (provavelmente azeite ou óleo) e ateou um belo lume que destruíu por completo o belo edifício de adoração à deusa da caça. Aquilo a que chamamos hoje de acto de terrorismo não se aplica ao feito de Eróstrato, já que o objectivo deste mandila era muito mais simples e egoísta do que um acto terrorista. O que Eróstrato pretendia era pura e simplesmente fama. Ter o seu nome gravado na História. Imortalizar-se. Ser conhecido como "aquele gajo que queimou uma das 7 maravilhas do mundo". Aliás, aquando da investigação o próprio Eróstrato orgulhosamente fez saber ao mundo o que havia feito. Acabou por ser condenado à morte, o que tendo em conta os seus objectivos é um pequeno preço a pagar.

Para evitar mais engraçadinhos deste género, as autoridades de Éfeso não se ficaram por aqui e, para além da execução de Eróstrato, condenaram-no à obscuridade proibindo qualquer pessoa de pronunciar sequer o seu nome ou de registá-lo de alguma forma. Aparentemente não resultou lá muito, parece-me. Especialmente porque estou a contar-vos isto, o que prova que o senhor lá conseguiu o que queria.

E ainda hoje, quando alguém faz um acto parvo com o único objectivo de ficar conhecido por ele, se diz que o parvalhão procura "fama erostrática". Eu por acaso não uso muito a expressão, mas deve haver intelectuais por aí que a utilizem às pazadas.

E assim acaba mais um Trivialidades do Bizarro. Espero que tenham gostado. Espero também que seja proíbido pessoas munidas de martelos pneumáticos e que tenham lido este post de se aproximarem da Torre de Belém. Até breve!