20 de setembro de 2006

TROCAS, DEVOLUÇÕES E REEMBOLSOS

Há uns tempos encomendei um livro pela (pelo?) amazon.com. Dias depois chegou embrulhado em 0,1 mm de papel. Conclusão: estava visivelmente deteriorado, isto é, amolgadela em baixo, em cima e rasgão na lombada. Prontamente reclamei, pedindo a devolução do dinheiro ou reenvio de um novo livro mediante a devolução da minha parte do especimen em mau estado. Acrescentei ainda um pedido: que no reenvio enviassem uma embalagem mais resistente. Em poucas horas recebi um e-mail pedindo as maiores desculpas informando-me de que não só podia ficar com o livro deteriorado como se comprometiam a mandar-me nova cópia. Fica então comprovado que estrangeiro a coisa funciona.

Agora pergunto: será que isto seria possível em Portugal? Hum... Vamos reflectir...

Não me parece. Num site de vendas electrónicas português o e-mail de reclamação seria automaticamente respondido com uma frase do género "A sua mensagem foi recebida com sucesso. Aguarde, por favor, uma resposta. Contacte-nos pelo 808123456789". Tentando o telefonema, teríamos música de espera suficiente para um recital, intercalada com variadas transferências da nossa chamada para os inúmeros departamentos, enquanto antipáticas Sandras e Carlas se sucederiam do outro lado. Isto acontecia com sorte, porque numa situação normal ouviríamos: "PT Comunicações. O número que marcou não se encontra atribuído. Para mais informações ligue: 12118 (sic*)." Já um resultado satisfatório em Portugal, consistiria num pedido de desculpas ao fim de 2 semanas, informando-nos do esgotamento do stock e da impossibilidade de reembolso, aconselhando-nos a recorrer à (ao) amazon.com para comprar um novo exemplar.



* agora o número é mesmo o 12118, em vez do saudoso 118 apenas.

JGP

PS - A propósido. A cópia reenviada pela(o) amazon.com veio embrulhada exactamente no mesmo tipo de papel, chegando às minhas mãos novamente com uma amolgadela em cima e outra em baixo. É de salientar no entando a inexistência de rasgão na lombada. Tudo leva a crer que haja um emigrante português a trabalhar lá. Ou então há um trabalhador com miopia, maneta ou trabalhador em part-time numa fábrica de manteigas e margarinas no posto dos correios dos Olivais.



PPS - Quem me puder esclarecer quanto ao género de "amazon.com" habilita-se a ganhar um "obrigado" e uma cópia que tenho a mais de "Grand Prix Data Book - A complete statistical record of the Formula 1 World Championship since 1950" totalmente grátis.

Sem comentários: