29 de dezembro de 2008

PAPAI NOEL FOI GENEROSO COM VERA

Vera e o resto do elenco de Gameirices vão ser generosos com todos os nerds cibernáuticos que aqui vêm parar.
Reservamos para todos vós uma surpresa para 2009, a nossa esperadíssima votação, que será um 4 em 1. Presente de Natal, celebração da chegada aos 14.000 visitantes, boas vindas ao novo ano, e claro, a principal e mais importante e ansiada data aqui no Gameirices, o dia de Reis.

Por este ano penso que me ficarei por aqui visto que me vou retirar em breve, com o intuito de ir para bem lon... de festejar o novo ano digo. Por isso! Tudo a entrar com o pé direito! Ah e não se esqueçam que este ano é mais um segundo: 5, 4, 3, 2, 1, 1, eeeeeh!

Adios

27 de dezembro de 2008

8 DE MAIO

http://www.lifepaper.pt/index.html

CACETADAS


Hamas will continue the resistance until the last drop of blood, por Fawzi Barhoum
Boa tarde a todos. Sábado, dia de chuva, o que dizer? Vamos falar dos mais recentes ataques de Israel à faixa de Gaza? Claro que não. Até por eu não percebo nada do assunto. Vamos antes falar daquilo que é nosso. Que tal uma bela ementa de sarrafadas à antiga portuguesa, daquelas bem junto ao osso como a malta gosta!
Aqui vai o melhor que se pode encontrar no youtube sobre o futebol português. Apreciem estes magníficos pratos.
Jorge Costa (só):

Fernando couto a pés juntos (especialidade da casa):

Bruno Alves kung fu com arroz chau-chau e molho doce:

Celtic:

Diego Costa (prato típico de Braga) cozido com batatinhas (carne muito tenrinha junto ao osso):

Rafael (Académica de Coimbra) e João Pereira com batatinhas a murro:

Nuno Valente e Giovanni com batatinhas a murro:

Todos os pratos incluem 20% de IVA.

24 de dezembro de 2008

A HORA DA PIADA SECA X

O que diz um pedófilo árabe para os rapazes?

R: Anda cá Al-moço!

22 de dezembro de 2008

PONTOS NOS IS

Vamos lá esclarecer uma coisa. Todos os partidários deste blog têm direitos e deveres. Como deveres entende-se algumas normas que procuram que este espaço não se torne alvo de enchovalho e regozijo global. Caso não tenham percebido refiro-me à utilização de expressões ou palavras como “peúgos” ou “a gente”! É expressamente proíbida a utilização de tal tipo de vocabulário caso não queiram cair na desgraça e descrédito de toda a massa humana que segue este espaço.
Recordo alguns pontos importantes da constituição do Gameirices de 2004:
PARTE I
Direitos e deveres fundamentais
TÍTULO I
Princípios gerais
Artigo 12.º
(Princípio da universalidade)

1. Todos os colaboradores gozam dos direitos e estão sujeitos aos deveres consignados na Constituição.
2. As pessoas colectivas gozam dos direitos e estão sujeitas aos deveres compatíveis com a sua natureza.
(...)

PARTE III
CAPÍTULO III
Organização e funcionamento
Artigo 171.º
(Léxico)

1. O exercício do direito de opinião deve ser cuidado e respeitante das regras na língua portuguesa (antes do novo acordo ortográfico).
2. No caso de utilização de certo e determinado tipo de palavras ou expressões qualificadas como brejeiras ou démodé, o infractor será punido com uma valente pena que pode ir desde um puxão de orelhas a 3 chicotadas da Odete Santos vestida com lingerie sexy.
É expressamente proibida a utilização de palavras ou expressões como: “fizestes”, “o comer foi...”, “peúgos”, “seroilas”, “Quanto é que ficou a bola ontem?”, “Gostais da França?”, “epá”, “selada”, “Tanás”, “amandar” e outros “verbos” começados pela letra A, “deslargar”, “báctéria”, “opois a gente foi...”, “gasoíle”, “a calça”, “tirar um retrato”, “a carreira 20 para a Picheleira”, ou “calças e casaco de ganga é bonito e está na moda”!
PS – Isto é só uma brincadeira. Não leves a mal RP.

21 de dezembro de 2008

BARCELONA VS. BENFICA

Bem, muito bons dias!


Vou fazer deste querido espaço o meu possível testamento. Vá lá, costuma chamar-se isso quando uma pessoa tem algo para deixar, o que não é o caso! Mas para simplificar imaginem que tenho mais que um par de peúgos e roupa suja na mala.

Agora que já estão a imaginar tal coisa (espero que esteja a ser muito agradável), estou a escrever porque vou-me dirigir ao avião dentro em breve, aliás já devia ter saído de casa e ainda aqui estou. Veremos se ponho as recomendações da VNS, sobre chegar depois da hora de check in à prova. Começa a aparecer aquele nervoso miudinho de quem tem a certeza que vai correr tudo bem, mas lá no fundo há sempre aquela pequena parte que sabe que o avião vai ter uma avaria num dos seus milhões de minúsculas peças (como uma pequena asa por exemplo), e se vai despenhar em cima de um amontoado de casas! Essa parte felizmente costuma perder a maioria dos jogos, embora algumas vezes ainda marque uns golos ou mande umas bolas no poste! Oxalá a equipa não esteja a jogar muito bem hoje e perca! Bem, logo veremos. se me virem a escrever outra vez para este blog é sinal que a minha equipa esta em risco de descer para a segunda divisão. Espero que os adeptos não se chateiem pois eu ficaria bem feliz e vivo, já agora, se não incomodar muita gente.

Até à próxima e desejo um bom voo a mim mesmo! (tem um bom voo RP)

19 de dezembro de 2008

PINCELADAS ERÁSMICAS

O Erasmus já acabou. Foi bom, contudo também sabe bem voltar para casa, à nossa velhinha (e caduca) nação portuguesa. Depois de 3 meses na cidade das luzes finalmente tenho consciência que Lisboa é uma cidade muito pobrezinha culturalmente e mínima em termos de área. O semestre acabou por ser mais um trimestre e tudo aconteceu muito rápido. Não podia deixar de publicar qualquer coisa sobre a minha experiência.
Em vez de escrever um texto de 10.000 palavras optei por apresentar o que significou para mim o erasmus e Paris por tópicos. É muito mais simples e menos aborrecido para o leitor.
Embora algumas peripécias não tenham sido muito agradáveis agora que olho para trás regozijo com as mesmas. O que não mata engorda e o que é verdade é que voltei são e salvo. Espero que se divirtam com este aglomerado de letras, de palavras, de frases que expressam acontecimentos variados.
Paris/Erasmus é:
Rapar frio; Sobreviver numa casa cheia de baratas; Plagiar, ser apanhado e passar o último fim-de-semana a refazer um trabalho, e ainda por cima ficar doente; Ir ao Louvre umas 9 vezes; Beber um Red Bull ao pequeno almoço para conseguir estudar; Encontrar 20 euros ingleses no chão; Ter um escadote de baixo da cama; Pães com chocolate e M&M’s; C'est pour la petite bourgeoisie qui boit du champagne; Um projecto de uma pirâmide de garrafas de cerveja falhado; Nereida e Cia.; Adorar dicionários; Tentar instruir nos franceses o gosto pela feijoada; Tomar banho com o molho do jantar da noite anterior; Casacos que custam os olhos da cara; Ser barrado porque se usa ténis e não os sapatos do Aladino; Chegar sempre atrasado a todas as aulas; Não perceber nada de Análise Financeira, pelo menos em francês; Faltar à Golegã; Acreditar piamente que se vai mesmo ganhar €100,000 no UNO do McDonald’s; Atravessar Paris de uma ponta à outra de bicicleta à noite; Panados, salsichas e bifes de peru; Adorar o Limewire ; Voyage aux pays du coton ; Descobrir que afinal existe alguém mais estúpido que o João Pinto: Parabéns Rock!; Não ver televisão durante 2 meses; Ficar de olhos fechados na única fotografia que se tem com o rato Mickey; Sem-abrigos; Conhecer um comerciante de livros negro à saída do metro que idolatra o Chalana; Ter as mãos a cheirar a cebola durante 2 dias; Ser presentiado com um anel de “ouro” num encontro fortuito na rua sem razão aparente; Assistir ao L’oiseau de feu de Stravinsky interpretado pela orquestra de Paris dirigida por Pierre Boulez debaixo da pirâmide do Louvre; Pagar €5 por 20 cl de cerveja; Ter de estudar pelos apontamentos em francês da Stéphanie cheios de abreviaturas que mais parecem hieróglifos egípcios; Esto es un atraco!; Fazer uma apresentação de francês em menos de meia hora sobre Lisboa; Uma festa e um passeio no Sena; Ver filmes no cinema que só vão sair em Portugal daqui a uns meses; “Encher o bucho” até não puder mais no fim-de-semana de integração; Não lavar os lençóis durante 2 meses e meio; "Quel sauce monsieur?"; Pagar €115.50 de excesso de peso na volta para Portugal.
E foi assim... Obviamente falta muita coisa mas ficam ainda assim algumas nuances.

16 de dezembro de 2008

CURTAS XVI

Os Estados Unidos são um país pioneiro! Veja-se os dois últimos presidentes. Obama e Bush quebraram barreiras incríveis.

Obama tornou-se o primeiro presidente negro. Dez anos antes Bush tinha sido o primeiro presidente atrasado-mental.

12 de dezembro de 2008

NÃO TÃO BELLA ITALIA

Estava eu a dar em louca com um trabalho sobre a Adopção e Vinculação quando me lembrei de partilhar com todos vós algo deveras interessante que visualizei na minha viagem a Itália aquando duma tentativa falhada de uma amiga minha de ir il bagno.
Entramos todas quando reparamos que essa nossa amiga tinha ficado especada a porta do gabinetto. Deparou-se com isto:

Sem instruções, setas, nada... Pensámos que só podiam estar a gozar, como é óbvio retiramos logo da mente alguma vez utilizar este tipo de espaço público Italiano.

(Para quem não perceba bem a imagem devido á má qualidade da fotografia, é suposto por os pés de cada lado em cima das protuberâncias)

Disgusting!

8 de dezembro de 2008

BELLA ITALIA...

Estou de volta a Portugal com muita tristeza minha e doente. Apesar do frio que chegou aos 4 graus negativos (provavelmente até menos), das minhas dores musculares e de coluna, das incessantes viagens de comboio, do começo de amigdalite e do rombo que a minha carteira levou, ficava lá mais um mês!

Demorámos uma eternidade para chegar ao nosso destino mas valeu a pena cada minuto! Chegámos quase ás 12 horas de viagem só para chegar a Cesena. Passo a descrever:
18h30 - saída do avião do aeroporto de Lisboa para o de Milão (cerca de 2 horas de viagem). Autocarro para estação de comboios de Milão (cerca de 1 hora). 40 minutos à espera do nosso comboio para Verona. De Verona apanhamos um comboio para Bolonha e dai outro comboio para Cesena, o nosso destino. Hora de chegada, 6h da manhã.
Para cá felizmente apanhámos um comboio directo de Cesena para Milano que apenas demorou 3 horinhas.

Agora vamos à parte educativa!

O que eu aprendi:

1º Não cheguem ao aeroporto à hora em que supostamente já fecharam as portas para entrar no avião (aconselho a que cheguem 2 horas antes. Sem check in, 1 hora).
Se milagrosamente vos deixarem entrar vão ter que passar pelo corredor da morte em que todos os passageiros vos vão lançar olhares fulminantes.

2º Não peçam alto ajuda a São Cristovão antes e não agradeçam depois, as pessoas parecem perder o sentido de humor quando viajam de avião, ou então quando é dito por alguém que chegou minutos antes do avião descolar.

3º Agora o mais chocante, ganhei algum respeito pelos portugueses. Apesar de odiar pessoas (em geral) os italianos conseguiram tirar-me do sério. Muito labrego, muita gente mal educada e, tal como cá, enganam os turistas à grande e à francesa! Nem na maravilhosa cidade de Florença isso escapou!

4º Comprem os recuerdos nas lojas de dufry, é do melhor (eu não fiz isso claro...).

5º Se acham que dançam mal, os italianos rebentam a escala, muito mau, bom para rir.

6º A partir das 2h da manha, em Itália, não se pode comprar bebidas alcoólicas (!), em qualquer lado (!) incluindo bares e discotecas!

7º Se quiserem aproveitar os dias, e tiverem ido sair na noite anterior, ponham mais de três despertadores para acordar na manhã seguinte.

Podia continuar, mas não vos quero chatear mais com as minhas histórias.

PS - Infelizmente não tenho muito jeito para a fotografia (essa parte deixo para RP), a que coloquei acima foi tirada a partir do comboio a caminho de Florença. Vão me ser enviadas mais que com certeza estão melhores que as minhas, aí então talvez modifique.

PPS - Isto está-me a parecer muito morto...

7 de dezembro de 2008

CURTAS XV

Ser primeiro-ministro é como ser cliente de uma loja de gomas.
Às vezes enchemos muito o saco, e ficamos com dores de barriga.

Por isso, parem de "encher o saco" ao Sócrates, senão ninguém pode lá estar na Assembleia.

P.S. - Piadas com flatulência, o glamour chega ao Gameirices.

5 de dezembro de 2008

BEST OF GATO FEDORENTO II

Ora aqui está mais um vídeo com bom humor e muita classe à mistura.



O melhor vídeo para quando se está a estudar Marketing, como eu neste momento. Nada mais didáctico.

3 de dezembro de 2008

MUNDO FORA

Bem decidi pôr "no papel" um bocadinho da minha felicidade! Já estão a pensar... "Pronto, prometeu não escrever e já está a começar mal e a desiludir-nos." Desculpem.

Ainda estou na dúvida se irá transmitir felicidade ou inveja mas já veremos.
Então como se não bastasse ter ido passear à capital francesa com certo indivíduo deste blogue e para casa de outro, também aqui presente de vez em quando... decidi que tinha de passear de novo! Então usei o meu fraco poder de persuasão para pegar em dois moços menos afortunados desta capital catalã e levá-los comigo até a capital italiana! Conclusão, ausentar-me-ei na próxima semana de jueves, até martes da semana seguinte.
Mas nem tudo é mau para vocês! Prometo que trago fotos para por aqui! Mas não será só para causar inveja, mas também para mostrar que bela cidade é. Espero eu!
Tirando isso... Como ainda não tenho onde ficar nem nada combinado sem ser o bilhete de avião, com sorte nunca mais me vão ver aqui! Não é que me costumem ver muito até porque costumo escrever isto quase sem luz, o que vos dificulta um bocado vislumbrar-me mas vá, acho que me fiz entender. Afortunados sejam por não me aturarem! Até eu gostava de ter essa sorte de vez em quando. Enquanto não conseguir vou dedicar-me a fazer os outros sofrer!

Até lá presenteio-vos com esta bela fotografia de Barcelona:

Provavelmente uma noite de sexta na Fonte Mágica de Montjuïc.

2 de dezembro de 2008

EXPRESSÕES PORTUGUESAS I

Saúdo-vos mais uma vez hoje. Estreia neste momento e aqui a minha primeira rubrica, como o nome indica (sim, isso mesmo!) Expressões Portuguesas!


Do tempo da Maria Cachucha: ou seja, muito antigo.
Não é uma expressão muito usada pelas gentes da nossa faixa etária, mas penso que é uma expressão conhecida da maioria. Com certeza muitos já se perguntaram: Quem é essa tal de Maria Cachucha? E qual é o tempo dela já agora? Ora espero elucidar...
A cachucha era uma dança espanhola a três tempos, em que o dançarino, ao som das castanholas, começava a dança num movimento moderado, que ia acelerando, até terminar num vivo volteio. Esta dança teve uma certa voga em França, quando uma célebre dançarina, Fanny Elssler, a dançou na Ópera de Paris. Em Portugal, a popular cantiga Maria Cachucha (ao som da qual no século XIX era usual as pessoas do povo dançarem) era uma adaptação da cachucha espanhola, com uma letra bastante gracejadora e zombeteira.

PS- DeVERAS interessante.
PPS- Vão se habituando á piadola acima feita, é o meu ex-libris.

SÓ FALTAVA EU, ENTÃO

Tempo de mudança, tempo para experiências, tempo para ir beber um suco de maracujá.

Pronto, já voltei. Agora o blogue.
Primeiro que tudo quero desejar o melhor para RP (Ricardo Petersen, Rest in Peace, Relações Públicas?) e VNS (Vera Nobre da Silva) aqui na blogosfera, e pedir-lhes que participem mais do que o resto da maralha que para aqui pulula (AV incluído).
Conheço VNS desde mais ou menos a idade da pedra, sendo que ainda hoje a minha imagem dela é com um bibe amarelo, bandolete é um daqueles chupa-chupas da altura com um pózinho que picava na língua (o Pé-Chulé). É uma moça tranquila, das mais assíduas de entre toda a nossa vasta clientela que o Gameirices tem, e de humor refinado muito no estilo Vera Nogueira da Silva, ou não fosse esse o seu nome.
Já RP é gente apresentada por AV e SPS, portanto má rês. É uma pessoa (se é que se pode chamar isso a RP) dada à discussão e à conversa parvalhona, o que lhe dará com certeza um lugarzinho automático entre nós.

O blogue entretanto sofreu aquilo ao qual DGC se referiu como uma "restauração" e à qual eu gosto de chamar "açúcar mascavado", sem razão aparente. Dois novos colaboradores, uma estreia mui aguardada, o regresso do intermitente AV, possíveis novas rubricas e votações, um relógio lá em baixo na barra lateral com o tempo em Lisboa e o tempo em Paris, Barcelona e Praga, assim como um contador com os dias que faltam para o Dia de Reis, festa máxima do Gameirices (qual Natal, qual Ano Novo!).

Novembro teve 12 posts, Dezembro (e ainda só passaram 2 dias) já leva 13 (!), o que dá para prever um mês inigualável. As visitas subiram em flecha, mas como aqui ninguém percebe muito de tiro com arco e flecha, esta foi sempre a direito, i.e., as visitas estão iguais.

Agora, menos conversa e mais conteúdo, de preferência conteúdo parvalhão.

A PARTIR DE AGORA É SEMPRE A...

2 de Dezembro de 2008 – Restauração do Gameirices.

Não pensei que a minha entrada fosse um contributo tão grande, ou um contributo de todo, para tal feito. Espero estar a altura, e ser para além de mão-de-obra gratuita e um belo espécime feminino, um poço de ideias novas do interesse do nosso vasto e fantástico público.

Já tenho alguns temas em mente, e rascunhados, que pretendo abordar mas gostaria de anunciar neste post, e espero ter a concordância dos restantes elementos, a minha primeira rubrica! Não me ocorreu um título arrebatador, mas espero que o conteúdo compense. “Expressões Portuguesas”. Com esta rubrica espero elucidar sobre o significado e história de algumas expressões bem conhecidas de todos. Algumas das informações que irei escrever, foram-me dadas a conhecer num e-mail que me foi enviado, e a partir de hoje partilho com todos vocês.

PS – Concordo as well, que RP deveria escrever de vez em quando ai umas baboseiras, parece dar-lhe uns toques. Incito também a tomada de medidas drásticas se tal não se suceder.

Cya

AOS NOVOS, SEJAM BEM-VINDOS, E AOS ANTIGOS QUE SE SINTAM EM CASA

Boa tarde, e muito boas vindas aos recém-chegados Ricardo Petersen e Vera Neves da Silva, assim como um "ainda bem que apareces" ao nosso amigo Rúbio... aaa... Rúben Faustino, depois de postado o seu mais recente, e, eventualmente até, o seu primeiro post.
Sinto uma certa corrente de ar neste blogue, uma correntezinha de ar agradável e nova, e desenganem-se os engraçadinhos que já estão a pensar em mandar-me fechar a janela, porque na minha rua a corrente de ar está bastante desagradável (e sim, eu sei que já estou a dever o típico post meteorológico, mas ainda não vai ser desta).
Esta corrente de ar deve-se ao sangue literário/brejeiro que fez recentemente check in, de armas e bagagens, neste blogue, e que espero eu, me vá fazer, quanto mais não seja, chorar de rir.
Queria ainda sugerir que o fotógrafo de serviço, Ricardo Petersen Neves da Silva, se dignasse a fazer um ou outro post escrito, porque um tipo tão, no bom sentido, "estúpido" não se pode desperdiçar só com fotografias (eu contava uma história sobre uns sinais de "caça aberta" que desapareceram ali na zona da Foz do Arelho, mas depois talvez cá mandassem a polícia a casa, por isso não vou ousar).
Sobre a colaboradora Vera Nunes da Silva nem vou falar, porque até temo, com alguma ânsia, no entanto, o que virá dessa ilustre senhora, que se juntou a nós, até que a morte nos separe, ou até que alguma agência funerária nos ponha um processo, na santa cerimónia de aceitar o convite do Blogger.
Gostava apenas de parabenizar este blogue pela entrada nesta nova dinastia, esperando ver coisas nunca vistas, como apuradas conversas sobre bigodes e sobre o Benfica mas com uma adição de humor, com electrodomésticos à mistura, e outras coisas que tais.
Com esta me despeço,
Com os melhores cumprimentos,
PS: Gostava só de comentar que, se se escreverem 6 nomes debaixo do "Gameirices", acho que vou ter de arranjar uma lupa para conseguir ver os nossos nomes, e eu gosto mesmo de ver o meu nome lá em cima...

A RESTAURAÇÃO MAS COM 1 DIA DE ATRASO

Ontem foi dia 1 de Dezembro, dia da restauração da independência. Este dia é, sem a menor dúvida, um dos dias mais importantes da nossa história: a aclamação do Duque de Bragança com Rei de Portugal. Se em 1640 nos livramos da espanhola1 e restauramos a independência desta coisa a que chamamos Portugal, em 2008 restauramos o blog outro acontecimento deveras importante para a história e bem-estar nacional. Livramo-nos das teias de aranha e das trevas que nos envolviam. Um novo ar circula entre as quatro paredes da casa, carne fresca: Ricardo Petersen e VERA NS (Carne!). Bom, deixemos a brejeirice.

Gostava de felicitar ambos e espero que tragam um novo colorido a este blog e que ajudem a torná-lo mais dinâmico, visto que a média de posts por mês não tem sido a melhor. Já Dezembro vai muito bem lançado e assim esperamos que continue.

Confesso que a minha primeira reacção à entrada de RP não foi a melhor. A simples postagem de fotografias não se enquadra com o conceito de Gameirices. Sim, já existe conceito de Gameirice (ver Artigo 1.º do código de trabalho de Barbeitas do Minho). Espero que RP complete os seus posts com algumas palavrinhas simpáticas. Afinal o rapaz (Rapaz = a palavra preferida de RP) até tem piada.

Quando à entrada de VNS... Venham mais! Hehe. OK, isto está a descambar para a pura e simples ordinarice. O que começou como um post limpo e com alguma dignidade sobre a restauração da independência e tal, acaba com comentários similares aos que se ouvem em casas de alterne, ou numa conversa entre dois senhores de bigode acompanhada de uma valente caracolada na casa de pasto do bairro.

Conclusão: Fico feliz pelas novas aquisições.
1 Livrar no sentido digamos... Mais ou menos. Só em 1668 é que arredaram pé.
PS - Já agora, o cabeçalho tem de ser mudado.

TIRADO A FERROS

Como foi mencionado anteriormente, o Gameirices tem uma nova colaboradora, Moi!
Depois de algumas vezes me ter sido sugerido, hoje, num acto compulsivo, aceitei o igual pedido do dono de fazer parte do gang. Espero que este seja o primeiro de muitos posts da minha autoria. Custou a arrancar mas pode ser que com o tempo isto vá lá e que a minha longa e entusiasta assiduidade como cliente da casa me insira facilmente dentro do espírito da coisa.
"Sábias palavras"... hum... não contaria com isso. Bem sei que sou a minha maior crítica, mas sejamos realistas JGP. Obrigada na mesma (apesar de estar em todos, ou quase todos, os posts de boas-vindas aos novos colaboradores. Não me senti muito especial).
Sou a enviada especial em sítios, e espero fazer o meu melhor trabalho a partir dos mesmos.
Sem mais nada a acrescentar, por agora, VNS.

A PORTA DOS FUNDOS

Bem ... Deixa la ver.

Regra numero 363: publicar pelo menos 2 ou 3 linhas antes de publicar foto que seja! (confere)

Verdade seja dita, todo o meu ser se apresenta em grande contentamento por pertencer a esta grande rambóia. Sempre almejei fazer parte deste magnífico grupo e partilhar com o mundo a minha parvoíce e ignorância! Finalmente vou ter essa oportunidade! Sou uma pessoa completa agora, vá... mais ou menos! Ainda me falta um dia numa ilha no Pacifico e um pequeno veleiro, mas como não se pode ter tudo vou ficar com isto! Deve ser um sinal que melhores tempos virão. Pelo menos assim espero!

A partir de agora irei reduzir todo este palavreado a fotos que me pareçam "espectacularmente dignas deste blog" e um bocadinho de texto, vá, só para não falhar com a regra 712.

1 de dezembro de 2008

ENVIADA ESPECIAL EM SÍTIOS

O Gameirices dá as boas-vindas à nossa enviada especial num sítio qualquer, Vera Neves da Silva, que se encontra nesse sítio por motivos derivados de vária ordem.

Brevemente se ouvirão as sábias palavras desta nova colaboradora.

Sem nada mais a acrescentar, sou, com consideração,

JGP

ENVIADO ESPECIAL EM BARCELONA

O Gameirices dá as boas-vindas ao nosso enviado especial em Barcelona, Ricardo Petersen, que se encontra na capital catalã por motivos derivados de vária ordem.

Brevemente se ouvirão as sábias palavras1 deste novo colaborador.

Sem nada mais a acrescentar, sou, com consideração,

JGP

1 - Sábias palavras é um exagero, já que o contrato com RP apenas cobre reportagem fotográfica de Barcelona, e de suas futuras paragens.

ENTRADA EM ACÇÃO

Após um grande período de ausência, cá estou eu a contribuir para este blogue. A experiência é pouca ou nenhuma mas com calma isto vai lá.

Agradeço a paciência e compreensão de todos os intervenientes, mas daqui para a frente é sempre a andar.

DEU-ME PARA ISTO

ORIGINALIDADE

"Ser ou não ser, eis a questão"
Frase batida, sem condição,
Perdida no tempo, oca e vazia
Lugares-comuns provocam azia!
Mas quem nunca usou, levante uma mão.
Clichê, frase feita, um mau chavão,
Coisa que é fácil, não tem razão.

Pois, rimar em "ão" não é salutar,
Mas fi-lo com gosto, não há azar.
Tudo vale a pena, e não sei o quê,
Outra frase feita, não sei bem porquê.
Conquanto não passe a rimar em "ar"...
Ó bolas! já está. Voltei a errar.
Será que a seguir vêm coisas com "mar"?

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São coisas secas, de essência banal?
Frases usadas, arrastadas p'lo chão.
Tu queres ver agora? Voltamos ao "ão"?
Que rimar é fácil, escrever é que não!
E pensar é fogo que arde (e mal),
É uma chama pequena, rara, anormal.

Há muita parra e uva canina.
No universo do verso, que é uma chacina!
Quem julga poder sair da vindima
Da rima e do verso do outro e de alguém
Vai sair-se com muito, mas ficar aquém
Daquilo que é certo, é bom e faz bem!
E quem vai ler, sei eu. É ninguém.

É por isso que é bom usar a cabeça,
Deitar fora tudo, peça por peça,
Começar do início, ser original.
Fácil é parvo, é mau e faz mal.
E eu, que me incluo na banalidade,
Devia era estar na mendicidade,
Deixar-me disto, que nunca é tarde.

INTRODUÇÃO À MEDIUM-CARTOFILIA

Depois de apurada investigação cheguei à conclusão que sou medium-cartofilista. E o que é um medium-cartofilista?

Não, não é alguém tenha um fetiche por cartolas partidas ao meio.

Um medium-cartofilista é o indivíduo que coleciona cartões de mediums, videntes e pessoal relacionado com a adivinhação e o paranormal. Sim, cartões daqueles distribuídos à porta do metro ou colocados entre o vidro do carro e o limpa para-brisas.

Professor Mamadu, Professor Sisse, Missionária Adriana, Professor Karamba. Tudo nomes com que certamente já se deparou na sua vida. Estes senhores, amigos e cheios de compaixão, ajudam-nos a resolver os nossos problemas do dia a dia sejam eles díficies ou fáceis. E fazem-no de graça, presumo, já que em nenhum dos cartões vem especificada a quantia nem a forma de pagamento. Trata-se de pura e simples vontade de ajudar. Têm um dom, e alguns mesmo uma missão, e esforçam-se para que o mundo se veja livre de problemas como a toxicodependência, o desgosto amoroso, as doenças espirituais ou a impotência sexual.

Eu que, quem me conhece saberá, tenho aversão a deitar coisas fora, junto todos os cartões desta malta numa pastinha religiosamente guardada na estante do meu quarto. Julgo que o faço desde 2000 e pouco. Já tenho um total de 76 cartões, sendo que contabilizo 42 mediums. 16 são titulados de professor, 10 de mestre, 3 de professor mestre, 4 não têm título, e tenho ainda um vidente professor, um astrólogo, um astrólogo mestre, um cheikh, uma "dona", um mestre astrólogo, uma missionária, um Mr., e (o melhor de todos) um grande astrólogo professor dos professores.

E assim se inicia a saga. Nos próximos tempos irei tentar apresentar ao mundo tudo que sempre ele quis saber sobre cartões de videntes. Ele, o mundo. Vamos por partes que senão teríamos um post de proporções bíblicas. No próximo capítulo, não perca: Medium-Cartofilia I: Os problemas que eles resolvem.

Até lá.

GATO

A respeito do post de DGC com o vídeo do Gato Fedorento, os interessados estão convidados a ler o post A Queda do Gato no meu blogue para adultos intitulado Tarde e Más Horas.

Os desinteressados estão convidados a ler o artigo da Wikipédia vietnamita sobre a actual crise na Tailândia.