1 de julho de 2007

PARTIDOS CANINAS

Gosto de partidos pequenos, coisas como Partido da Terra, Partido Humanista e um que havia há tempos, o Partido da Gente. No entanto, há dois que têm uma espacinho guardado no meu coração.

Um deles é o PCTP/MRPP, um partido absolutamente apaixonante, nem que seja só pelo nome, que me arrisco a dizer, é o maior em toda a história da Humanidade. Já agora, vou tentar dizê-lo.

Aqui vai. Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses / Movimente Reorganizativo do Partido do Proletariado. Ufa! Já está. Digam lá se não dá logo vontade de votar neles três vezes seguidas? Desconfio que só não têm mais votos porque, na altura das eleições, o pessoal na cabina começa a ler o nome do partido mas não tem tempo de chegar ao fim sem que não vá lá alguma senhora da mesa de voto dizer que o tempo acabou. Estes meninos são comunistas convictos, mas reparem, estes representam os "Trabalhadores Portugueses", não é como aquela gentalha burguesa do PCP. E além disso, meus amigos, eles propõe-se a reorganizar o proletariado e tudo! Pá, espectacular. E se a isto juntarmos Garcia Pereira e três estarolas com ar de empregados de escritório e munidos das respectivas bandeiras amarelas, então aí sim, temos concerteza o maior partido da história da Humanidade, sem ser apenas na sigla. Por si só, Garcia Pereira vale por uns bons milhares de militantes, não é? Ele serve para candidato a presidente, a primeiro-ministro, a presidente de câmara, para activista pela despenalização do aborto, e ainda tem tempo para a advocacia, defendendo o tal proletariado. Ali! A arregaçar as mangas e a defender o trabalhadores! Não é cá como os bandalhos do PCP, esses fascistas, mais o seu Jerónimo que parece que já foi operário mas que agora aquece ali a cadeirinha na Assembleia. Pois, pois. Digam lá qual foi a última associação de trabalhadores de uma empresa automóvel em vias de despedimento que o Jerónimo defendeu? Hã? Sim, vá, digam.

Outro partido que me apraz é o PPM. Sim o tal que defende que isto devia ser uma monarquia, mas sem o D. Duarte à frente. Tem é aquele pequeno problema, a camarapereirite aguda. Dá-me ideia que deve ser obrigatório todos os Câmara Pereira serem do PPM. Há uma lei algures nos confins da Constituição que obriga toda e qualquer pessoa com Câmara Pereira no nome a inscrever-se no PPM. Se um gajo chamado Abílio Pereira procria com uma fulana de seu nome Ângela Câmara, dita logo o futuro político do filho, assim como o seu gosto por touradas, cavalos e penteados à moda do CDS.

Dá-me ideia que o Partido Popular Monárquico só não se chama Partido dos Câmara Pereira porque a sigla PCP já estava tomada pelos comunas.

Outra coisa engraçada é o facto de o PPM ser a única força política (Força Política! [Riso]) a apresentar um candidato à presidência da Câmara de Lisboa que foi concorrente na Quinta das Celebridades. Isto destrói qualquer tipo de credibilidade que alguém que pertence ao PPM ainda poderia ter.

"Jornalista - Então e o que é que o senhor propõe para a câmara?
Gonçalo da Câmara Pereira - Eu proponho coisas bonitas e tal, e gostava que houvesse mais autocarros, e muitas árvores, e que o presidente da câmara fosse uma espécie de rei, e que...
J - Espera lá, mas tu não és o gajo da Quinta das Celebridades?
GCP - Sim, sou. Mas voltando ao que dizia...
J - AHAHAHAH!"

Dá-me ideia que a única câmara com que o senhor vai ficar, vai ser mesmo a que tem no nome.

Para finalizar, julgo que se o meu prédio votasse em massa num outro candidato qualquer, isto bastaria para ficar à frente destes dois.

E já agora, e como falamos em partidos, deixa cá não perder tempo e dizer mal do PNR.

A sede do PNR cheira tão mal como o hálito do seu líder!
Por cada caca de cão que houvesse nos passeios de Lisboa, deveria haver um militante do PNR para a pisar!
O líder do PNR tem caspa no cabelo! E na barba também.
Quem vota no PNR tem hemorróidas!
Quando vomito, penso no PNR!
Os do PNR deviam era voltar para a terra deles!...

E depois era largar uma daquelas atómicas em Santa Comba.


PS - A fotografia do Câmara Pereira é do Nuno, e não do Gonçalo, o tal da Quinta das Celebridades e candidato à câmara.

1 comentário:

Pedro Quartin Graça disse...

Em nome de um dos partidos de quem gosta, o Partido da Terra, agradeço as suas palavras.

Atentamente,
Pedro Quartin Graça