19 de outubro de 2006

APRESENTAÇÃO

João Gameiro Pais

Olá. O meu nome é João Gameiro Pais e vocês conhecem-me de trabalhos como o Documentário em Vídeo sobre a Turma III do 12º ano para a disciplina de Introdução às Técnicas Informáticas e o Documentário de Aniversário de Mariana Lança. Estudo Ciência Política e Relações Internacionais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, mas gostava de ser alpinista e domador de leões. Tenho cabelo escuro, tez clara e habitualmente uso roupa. Sou português, lisboeta, alvaladense de nascença, mas olivalense de infância. Gosto de bifes de peru panados e comida que faz mal ao corpore e bem à mens. Não gosto de vegetais em geral, à excepção de esparregado e das ervilhas do arroz chau-chau. Sou anti-neo-nazis, anti-Porto, anti-Fernando Santos e pró-eu. Sou também o criador do blogue que se encontram a ler. Tenho uma amizade de 13 anos com AV e de 9 com DGC, assim como um ódio visceral de 4 anos a MAS, cuja principal faísca é suscitada pela questão: "Piassaba ou piassá?". Tenho transtorno obsessivo-compulsivo, queda de cabelo, mas barba rija. Sei dizer todos os países do mundo em menos de 2 minutos, assim como as suas capitais em 5 minutos. Ainda não cronometrei dizer países e capitais ao mesmo tempo. No fundo sou muito boa pessoa, mas o que transparece é uma pessoa suficiente menos.

Do Beato, das Avenidas Novas e de Pilsen colaboram os seguintes criminosos em potência:

Mariana de Almeida e Silva

Desde tempos imemoriais (13 de Outubro de 2006), a Sr. Silva, pessoa com P grande e E, dois S's, um O e um A pequenos, ocupa um lugar de destaque neste blog, sendo o colaborador do sexo feminino que mais contribui para o desenvolvimento do Gameirices. A razão apontada por alguns analistas é a inexistência no blog de qualquer outro membro do sexo feminino. De temperamento calmo, índole ponderada e ternura evidente no primeiro contacto, esta colaboradora é a amistosidade em pessoa. Do bairro oriental do Beato, envia-nos o relatório da sua nada atribulada vida, pautada entre um quase rotineiro dia-a-dia e uma estável existência caseirinha de "manta e chá". Para mal dos nossos pecados, orienta-se politicamente à direita de tudo o que mais à direita foi e será inventado, referindo-se, por exemplo, a militantes do CDS na forma: "esses bolcheviques leninistas!" e a Adolf e Benito como "o grande comuna e o Cunhal italiano". É contra o aborto e eutanásia, a favor da pena de morte, monárquica absolutista, e, em geral, anti-toda-a-ideologia-política-formada-após-a-Revolução-Francesa-de-1789. L'état, c'est elle. Fala fluentemente francês, inglês e hebreu porque "há que conhecer os nossos inimigos por dentro", como sempre diz. Apesar de relações de amizade atribuladas com AV, DGC e JGP, consegue mantê-las seguradas por um fio de lã no meio de um temporal de chuva ácida no "Dia Mundial da Tesoura".

António Veiga

Colaborador desde o tempo em que os animais falavam, como quem diz 8 de Outubro de 2006, este emigrante português de 27ª vaga assume-se como o representade da diáspora no blog, assim como membro da resistência à recente invasão de europeus de Leste, onde, sito na República Checa, combate o invasor por dentro. Célula adormecida nos confins nevados dos sudetas checos, diz de sua justiça a partir de Pilsen, Plzeň para os amigos. Amigo de infância de JGP, de pré-adolescência de DGC e amante de pós-adolescência de MAS, ocupa aquela parte do blog confinada aos assuntos que não necessitam de palavras para serem referidos, como prova a inexistência de qualquer post publicado por este exemplar colaborador. Ideologicamente ao centro, tanto gosta de Durão, como Sócrates, Aristóteles ou Platão. É fã dos filmes animados da Disney e um autêntico devorador de filmes de temática marveliana. Amante convicto da música de Marco Paulo, é, no fundo, um entusiasta do que na música nacional é do bom e do melhor. Uma mistura entre Fangio, Fittipaldi, Villeneuve, Senna, Schumacher e Michel Vaillant, pilota o seu Nissan Micra de fábrica, não modificado, e em segunda mão, no qual só é batito em cuidados de limpeza por DGC, e num claro contraste com a devastação pós-armagedão do Daewoo Matiz de JGP (a respeito de carros não podemos referir MAS, pois encontra-se a tirar a carta de condução desde a queda do muro de Berlim, podendo apenas dizer que o seu futuro carro valerá o décuplo da soma dos valores das viaturas de AV e JGP). No fundo um amante da velocidade, António Veiga não se contenta com a velocidade motorizada, optando também pela variante ski, no Principado de Andorra, e pela variante scu, em dias de chuva traiçoeiros.

Duarte Gouveia Coutinho

Colaborador desde a longínqua data de 12 de Outubro de 2006, Duarte M. N. da S. de la G. Gouveia Coutinho apresenta-se como um dos baluartes da integridade e rectidão deste blog. Monárquico convicto, de facção duartepiista, ribatejano por tradição, cavaleiro e amante de equinos, Coutinho representa o botão de STOP da obcessivo-compulsividade de JGP, o baixar de volume de MAS, e o botão de EJECT de AV. Os valores conservadores estão presentes no seu discurso, notando-se no entanto um entusiasmo relativamente à modernidade e um certo desprezo (polvilhado de alguma admiração, talvez) pelo típico português, do bigode e passeio dominical ao "chópe". Benfiquista até à raiz dos cabelos, ocupa um lugar de destaque na primeira linha de contestatários a Fernando Santos (ou qualquer treinador encarnado que na altura esteja à frente dos destinos da gloriosa águia). Sempre pronto a pagar a conta do jantar, usualmente quando este se realiza entre as 6h e as 18h. Joga assiduamente no Euromilhões, tendo tido até hoje pouca sorte. Excepção feita ao dia em que, sem saber de onde, lhe surgiu uma carrinha Renault Mégane à frente, veículo que conserva até este momento em que escrevo as biografias destes 3 ilustres homo sapiens quase sapiens, a 3 de Novembro de 2006, quase às 2h da matina.

JGP

Sem comentários: