6 de novembro de 2006

ENGANEI-ME, CATANO!

A viver em Portugal, mas proveniente de Itália, um estimado leitor amavelmente corrigiu-me a respeito de um erro crasso que havia cometido. Para que todos vejam. Eu falhei! Sim, pois foi. Como me vou castigar ainda não decidi, talvez José Cid, mas baixinho.

"E aonde foi que tu te enganaste, caro João?" - perguntará o atento leitor que há dois parágrafos espera ansiosamente pelo erro, e há uns meses anseia pela minha infortúnia.

Segundo nos diz Giovanni Saponaro, o erro ocorreu na expressão "comida que faz mal ao corpore e bem à mens" que utilizei num post de apresentação de 19 de Outubro de 2006, pois em Latim "corpore é caso ablativo, corpus é nominativo. Ou seja, tu não podes pôr uma preposição declinada + nome declinado (por exemplo no caso ablativo, como fizeste), mas tens de escrever preposição declinada + nome não declinado (= nominativo)." Isto é, devia ter dito: "comida que faz mal ao corpus e bem a mens".

Não há nada como um especialista, por isso,

Grazia mille, Giovanni.

JGP

Sem comentários: