11 de fevereiro de 2008

CURTAS VI

Pedro Santana Lopes segundo José Manuel Durão Barroso (em 1999):

"[Santana Lopes] é uma mistura de astrólogo Zandinga com Gabriel Alves."

Pode-se dizer que Durão sabia em que mãos deixar o país quando saltitou para a Comissão Europeia. Claramente viu em Santana um homem apto a analisar com minúcia (e com jargão técnico) o passado e o presente, e ao mesmo tempo capaz de olhar o futuro.

Sem comentários: