8 de novembro de 2007

VAMOS INSTRUIR O LEITOR

Parece que o fundador do Gameirices, João Gameiro Pais está um pouco insatisfeito pelos assuntos falados, e alguns discutidos, no blog. Sugeriu-me que escreve-se sobre calos nos pés ou ballet clássico. Confesso que não sou especialista em nenhum dos temas mas como prova da minha amizade vou aceder ao pedido. Mas qual dos dois ei de escolher? É uma escolha bastante difícil... acho que vou falar sobre calos nos pés. Penso que seja bastante mais interessante para os assíduos leitores deste blog.

Há tanto para dizer sobre calos! E é uma coisa bonita e tudo! Bom... acho que vou generalizar o tema e alargar para calos no geral. Assim ainda se torna mais interessante. Mais Cultura=>mais Prazer! Ok... Para ser sincero é porque é o que está na wikipédia, e eu não estou para estar aqui a inventar definições sobre calos! Já é tarde e amanhã tenho aulas de manhã.

Vamos directos ao assunto. Na dermatologia, um calo é uma área dura de pele que se tornou grossa e rígida como uma resposta a repetidos contatos e pressões. Na botânica, o termo também é utilizado com uma condição de rigidez em superfícies de plantas ou folhas. Já que o contato repetido é necessário para a existência do calo, o local mais comum para ocorrência é nas mãos e pés. Os calos geralmente não são nocivos, mas podem ser a fonte de outros problemas, como a infecção. Sapatos apertados podem frequentemente causar calos nos pés. Músicos que tocam instrumentos de cordas desenvolvem calos nos seus dedos devido ao contato com as cordas, mas estes calos são muito desejáveis pelos músicos, já que eles ajudam a aliviar a dor da tensão das cordas. O mesmo acontece com fisiculturistas, que desenvolvem calos nas palmas de suas mãos, aliviando a pressão contra elas dos halteres.

Agora sim! O blog emana cultura!

1 comentário:

JGP disse...

AAAhhh!! Que nojo de fotografia!